Ébrios

"E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração". 1 Pedro 4:7.


Ébrio é o mesmo que embriagado ou bêbado e o contrário de sóbrio. A sobriedade entrou em seu processo de extinção já algum tempo, a humanidade está vivendo dias de angústias tão intensas que muitos tem se comportado como ébrios, batendo em"postes" da insegurança, em alguns casos perdendo totalmente o equilíbrio a ponto de cair e não se levantar mais, a menos que seja ajudado.

Fica a pergunta: Onde estão os que se dizem sóbrios? Talvez tenham parado para tirar um cochilo na cama do comodismo e acabaram entrando no sono profundo da paralisia espiritual! Quando digo isso não me refiro apenas a uma instituição e nem ao seu líder, mas falo de mim e de você. Somos chamados para vigiarmos em oração, uma coisa se somando a outra e não apenas a uma vida de falsa santidade que se destaca aos domingos e em dias de celebração especial..

Ébrio é todo aquele que olha apenas para o p…

Anúncio

Ser Igreja

Textos base: Atos 2.42-47; I Coríntios 12.12-27 e Efésios 2.11-19.


Você tem uma igreja ou você é a igreja? Essa pergunta pode nos confundir um pouco e nos levar a dar uma resposta equivocada muitas vezes. As pessoas procuram a igreja por motivos diferentes: para resolver um problema, para conseguir uma benção ou mesmo ficar em paz com a sua consciência. Mas Deus tem algo muito maior do que isso para as nossas vidas. Ele nos transportou do império das trevas para o Reino da Luz, o Reino do Filho do seu amor (Colossenses 1.13) e nos deu o seu Espírito Santo, com um propósito muito maior e muito mais cheio de significado.
No início da igreja as pessoas viviam de uma forma que impactava o mundo: Eles eram igreja!
Ser igreja é diferente de ter igreja. Ter igreja é fazer parte de uma instituição; Ser igreja é ser membro de um corpo. Ter igreja é só estar envolvido; Ser igreja é estar comprometido. Ter igreja é querer as bênçãos; Ser igreja é ser a benção!

Três figuras principais traduzem o que é ser uma igreja: Igreja é uma comunidade, Igreja é como um corpo e Igreja é uma família.

I.              IGREJA É UMA COMUNIDADE (Atos 2.42-47)

Algumas pessoas vêem a igreja como uma instituição, um prédio, um ajuntamento, um local de prestação de serviços, local de eventos com pessoas famosas, local filantrópico entre outras.
Em Marcos 3:14 está escrito que Jesus "escolheu doze homens para ficar com Ele...". Por isso, entendemos que Igreja foi um movimento iniciado por Jesus, Ele iniciou seu ministério criando uma comunidade (um pequeno grupo). Esse foi o protótipo da igreja. Jesus poderia pastorear cinco mil pessoas se Ele quisesse, mas preferiu reunir-se em pequeno grupo para que houvesse mais intimidade.

A base é o relacionamento em duas dimensões: Relacionamento de pessoas com Deus e relacionamento de pessoas com pessoas.

Em Mateus 16.18, podemos encontrar o que, numa figura de linguagem, percebemos como a certidão de nascimento da igreja:

"Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela". Jesus é a pedra, o Cristo, o Filho do Deus vivo”.

II.            IGREJA É COMO UM CORPO (I Coríntios 12.12-27)

A partir de duas pessoas podemos considerar um grupo. Nos grupos pequenos as pessoas estão mais próximas. A figura considerada mais rica para ilustrar o significado de igreja é a do corpo.

Na igreja, como no corpo deve haver:

Unidade em meio à diversidade. Sendo diferentes uns dos outros os membros vivem em unidade. Há um relacionamento entre as partes envolvidas, irão se identificar de alguma forma. Nós precisamos ter convivência uns com os outros, mas o relacionamento não deve ser superficial. Nos versículos 12,13,14,18 e 20, percebemos que os membro trabalham em harmonia. Cada pessoa é diferente, mas juntas formam um grupo, um corpo. Cada parte do corpo é diferente, possui uma função, mas juntos formam o corpo.
Requer amor, paciência, aceitação e perdão. Se você está ligado ao corpo, não importa a diferença de função, há uma interdependência.

Interdependência. Há uma conexão, um relacionamento vital entre os membros, um complementa o outro. Todos os membros são importantes. Fazemos parte de uma igreja, de um corpo. A igreja como corpo onde Cristo é a cabeça. Ele dirige.
Nos versículos 15, 16, 17 e 21 percebemos claramente essa relação de interdependência. Os membros do corpo não são independentes, eles dependem uns dos outros. Todas as pessoas do grupo são importantes.
O “ser Igreja” é marcado pela caminhada, pela unidade e pela participação. Mas quando? “Agora”. Não em um futuro distante. Nem mesmo amanhã. Mas “agora”, neste exato momento: agora é tempo de ser Igreja, agora é tempo de caminhar juntos, agora é tempo de participar.

Solidariedade. “... para que não haja divisão no corpo, mas que os membros tenham igual cuidado uns dos outros. De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.” (versículos 25 e 26).
Os membros são sensíveis às necessidades uns dos outros e praticam o serviço mútuo. É possível fazer algo prático. O amor deve ser prático. É impossível praticar o amor prático em grandes dimensões. É necessário ter um grupo onde há uma relação mais íntima entre os envolvidos, um relacionamento transparente e em comunhão.
Jesus sonhou com uma igreja corpo. A beleza não está na diferença que nos caracteriza, mas no amor. Essa diferença necessita de amor. Devemos ter interesses sinceros uns pelos outros.
O “ser Igreja” é caracterizado pela missão. Missão é movimento que tem origem no próprio ser de Deus. Não é simplesmente um sentimento altruísta. “Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio” (Jo 20,21), disse Jesus aos Apóstolos na tarde da ressurreição.

III.           IGREJA É UMA FAMÍLIA (Efésios 2.11-19)

Há fatores que caracterizam uma família saudável e devem estar presentes na vida da igreja. Deve haver um amor incondicional revelado através da aceitação e do perdão entre as pessoas. Deve existir um relacionamento de intimidade e transparência na convivência diária. Deve construir um crescimento através do enfrentamento e solução dos conflitos. Deve ter compromisso e responsabilidade uns com os outros.
Em uma família saudável há pais responsáveis que trazem a provisão e o alimento para a família. Há irmãos mais velhos que já não necessitam de tanto cuidado, estando aptos a assumir algumas responsabilidades e se preparam para uma vida adulta. Há também os irmãos mais novos, que precisam ser alimentados, cuidados, ensinados na palavra e no exemplo, corrigidos e amados, para crescerem fortes e saudáveis. Nessa família todos se amam e cuidam uns dos outros mutuamente.
Em Romanos 12.9-21 há uma mensagem interessante sobre a nossa convivência.
Em Filipenses 2.1-4 temos também informações importantes a esse respeito.

Conclusão

A igreja desejada por Cristo deve ser uma junção dessas três figuras, elas se entrelaçam, uma está ligada na outra. Somos comunidade, corpo e família. E estamos aqui para servir ao Senhor.
Você gostaria de se comprometer com o crescimento do Reino de Deus e fazer parte da Sua família (Efésios 2.19)? Você gostaria de se comprometer com o seu próprio crescimento, com o objetivo de se preparar, mudando de vida, sendo transformado, para também se tornar um abençoador e propagador do evangelho de Jesus Cristo?
Você gostaria de verdadeiramente SER IGREJA?


Pr. Vagner Freire.

Leia também: Estar IgrejaPermanecer Igreja


Iniciamos então a partir de agora uma sequência de estudos sobre "Ser Igreja", "Estar igreja" e "Permanecer igreja", sendo todos produzidos pelo pastor Vagner Freire, meu grande amigo. 

Desejo que sua vida seja abençoada e sua fé fortalecida!

Graça e paz em Cristo Jesus!
Mario Henriques

Contato: mariodalelena@gmail.com
Canal no YouTube: https://youtu.be/1lIQQFU-7ko
Twitter: @mariodalelena
Instagram: mariodalelena


Comentários