Oração e Súplica

"Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos". Efésios 6:18.


A oração é uma arma extremamente poderosa se for bem usada, especialmente quando acompanhada de súplica. Quando eu era criança gostava de games de corrida, mas especialmente aqueles onde os carros podiam acrescentar acessórios a medida que conquistava pontos, um desses acessórios era o "Turbo" que quando acionado fazia com que aumentasse exponencialmente sua velocidade, assim as chances de vencer a corrida eram maiores, mas tínhamos que saber usar senão o carro seguiria desgovernado e de nada adiantaria o "Turbo".

Quando o apóstolo Paulo escreve aos Efésios sobre a "armadura de Deus", orienta a orar com súplicas, isso significa dizer para usar o "Turbo". A súplica é o mesmo que clamar, ou seja, orar com fervor e muita intensidade colocando o coração diante do Senhor bem mais que as palavr…

Emoção e razão

Somos movidos por emoções, alegria, raiva, paixão, tristeza, ódio, mágoa, etc. Por vezes temos a necessidade de controlar tais emoções para que a razão tome seu lugar, pois se não fizermos dessa maneira tornamo-nos inconsequentes, ferindo outras pessoas, a nós mesmos e principalmente entristecendo o Espírito Santo de Deus.

"E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção." Efésios 4.30.

A frase "Foi mais forte do que eu" é talvez uma das maiores mentiras ditas por nós para justificarmos nossas atitudes erradas, imagino que esse tenha sido o primeiro sentimento de Davi quando tomou a mulher de Urias e o colocou posteriormente na frente de batalha para morrer, tentando consertar um erro com outro ainda pior (2 Samuel 11).

Não! Os fins não justificam os meios! Somos justificados de todo o pecado pelo sangue de Jesus, mediante ao nosso genuíno arrependimento, não remorso, porque esse último nos leva a mais erros em série enquanto que o arrepender-se de fato leva-nos para a redenção. (Romanos 8.1).

As consequências não poderão ser evitadas mesmo depois do arrependimento, porque ninguém planta maçã e colhe mamão, é a lei da semeadura, ou seja, plantou e colheu!

"Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará." Galatas 6.7.

O melhor mesmo é não errar, ou desempenharmos esforços de tal forma que vire um hábito fazer o que é certo e não o contrário.

Que estejamos pré dispostos a atuação do Espírito Santo em nossas vidas, para que sejamos luz em meio a tantas trevas que há nesse mundo.

Graça e paz! Deus te abençoe!

Mario Henriques.

Contato: mariodalelena@gmail.com
Canal no YouTube: https://youtu.be/1lIQQFU-7ko
Twitter: @mariodalelena
Instagram: @mariodalelena

Comentários