Oração e Súplica

"Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos". Efésios 6:18.


A oração é uma arma extremamente poderosa se for bem usada, especialmente quando acompanhada de súplica. Quando eu era criança gostava de games de corrida, mas especialmente aqueles onde os carros podiam acrescentar acessórios a medida que conquistava pontos, um desses acessórios era o "Turbo" que quando acionado fazia com que aumentasse exponencialmente sua velocidade, assim as chances de vencer a corrida eram maiores, mas tínhamos que saber usar senão o carro seguiria desgovernado e de nada adiantaria o "Turbo".

Quando o apóstolo Paulo escreve aos Efésios sobre a "armadura de Deus", orienta a orar com súplicas, isso significa dizer para usar o "Turbo". A súplica é o mesmo que clamar, ou seja, orar com fervor e muita intensidade colocando o coração diante do Senhor bem mais que as palavr…

A resposta é NÃO!!!

"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais." Jeremias 29:11

Acontece muitas vezes assim: Você faz um plano, ora "com força", pratica sua fé afirmando que "vai dar tudo certo" e tem que dar certo porque seu plano é perfeito, não é nada que Deus abomina, então é claro que a resposta dele será...NÃO! Mas como assim, não! Eu fiz tudo certinho...

É realmente frustrante quando acontece isso, mas a grande verdade é que não aceitamos que O Senhor dirija nossas vidas, apenas dizemos que deixamos  mas não queremos viver isso de verdade, achamos que podemos colocar Deus dentro da nossa "caixinha de interesses próprios", na qual ele faz todas as nossas vontades, nos comportamos como filhos mimados e que não reconhecem a soberania de um Pai que sempre quer o melhor, ou seja, nem sempre o que entendemos como "melhor", mas que no final das contas sempre é o melhor.

"Do homem são as preparações do coração, mas do SENHOR a resposta da língua." 
Provérbios 16:1

O "não de Deus" na verdade quer dizer "ainda não" ou então "dessa forma não! tenho algo melhor pra você".  As vezes achamos que podemos determinar alguma coisa do tipo " Eu declaro que vai ser assim AGORA", mas quando o "agora" não acontece fazemos cara feia e em alguns casos queremos abandonar a fé. Não somos patrões de Deus, somos filhos, e como filhos devemos aguardar a aprovação do pai acreditando sempre no seu maravilhoso cuidado, afinal de contas não é qualquer pai é o nosso Pai eterno!

Pior que o "não de Deus" é a permissão de Deus, pois quando ele permite algo é porque desrespeitamos o seu não e insistimos naquilo que nos foi dito em alto e bom som que NÃO. A permissão de Deus pode nos levar a grandes desastres e sucessões de erros, e ainda temos a ousadia de reclamar dele, sendo que a partir do momento que os filhos não dão ouvidos ao que o pai diz, estão "assinando um termo de responsabilidade", ou seja, é por sua conta e risco.

Vamos pedir sabedoria ao Senhor para aceitarmos sua vontade mesmo que a princípio a gente não entenda seu "não", é só confiar que estamos debaixo de seu cuidado, sempre.

"Mas eu sou pobre e necessitado; contudo o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó meu Deus." Salmos 40:17

Que o Senhor te abençoe!

Mario Henriques.

Contato: mariodalelena@gmail.com
Canal no YouTube: https://youtu.be/1lIQQFU-7ko
Twitter: @mariodalelena



Comentários